NOTÍCIAS

Papel da máquina de escrever no Judiciário é ressaltado pelo TRT8
13 DE MAIO DE 2022


Por longos anos, a máquina de escrever contribuiu na efetiva entrega da prestação jurisdicional à sociedade brasileira. E essa contribuição foi destacada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8) para celebrar o Dia da Memória do Poder Judiciário, no dia 10 de maio.

O Memorial TRT8 “Juiz Arthur Francisco Seixas dos Anjos” possui em seu acervo duas máquinas de escrever. Uma foi doada em 2004 pelo ministro Orlando Costa. A segunda pertencia ao antigo museu do TRT8 e, posteriormente, foi doada para o Memorial. São relíquias memoráveis, que foram de grande valia para a Justiça do Trabalho.

A máquina de escrever – também denominada máquina datilográfica ou máquina de datilografia – se caracteriza por ser um equipamento mecânico com caracteres estruturais, como teclas, que, quando pressionadas, proporcionam a impressão de letras, números e símbolos no papel. As primeiras máquinas de escrever surgiram na segunda metade do século XIX e eram manuais e com teclas.

Posteriormente, surgiram as eletromecânicas, para diminuir o esforço e dar maior agilidade na escrita. E, então, surgiram as eletrônicas, capazes de alcançar maior velocidade e melhor qualidade de impressão, além da possibilidade de correção dos erros com fitas corretivas.

A máquina de escrever se difundiu largamente com a expansão do setor comercial e de serviços, bem como nas repartições públicas, nos bancos e escritórios, pela necessidade de uma maior rapidez e uniformidade da escrita, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social. Mas já no fim do século XX se tornou rara sua utilização, sendo substituída pelo computador, que, com processadores de texto, possibilitam efetuar o mesmo trabalho de modo mais eficiente e rápido.

O equipamento ainda é comum em algumas partes do mundo, pois é necessária para situações específicas. E continua popular em certas culturas, além de útil nos dias atuais, quando há falta de eletricidade, substituindo o computador ou o notebook.

Fonte: TRT8

Macrodesafio - Fortalecimento da relação interinstitucional do Judiciário com a sociedade

The post Papel da máquina de escrever no Judiciário é ressaltado pelo TRT8 appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Notícias

Campanha do Agasalho 2022
16 de maio de 2022

A partilha de bens tá diferente!


Notícias

O que você faz em 07 minutos?
09 de junho de 2021

Quando falamos que agilidade e eficiência definem nosso time, o assunto é sério…


Portal CNJ

Tribunal Eleitoral de Mato Grosso prepara auditoria da votação eletrônica
07 de agosto de 2022

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) iniciou, na quarta-feira (3/8), os preparativos para a...


Portal CNJ

Justiça Itinerante intensifica ações nos 200 anos do Tribunal pernambucano
07 de agosto de 2022

Em comemoração ao aniversário dos 200 anos do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a agenda do Justiça...


Portal CNJ

PJe 2.x: Justiça Federal da 5ª Região capacita advogados e procuradores
07 de agosto de 2022

Profissionais da advocacia e da procuradoria pública que atuam nos Juizados Especiais Federais do Tribunal Regional...


Portal CNJ

Tânia Reckziegel: “Ouvidoria deve ser local mais importante do Judiciário”
07 de agosto de 2022

A Ouvidoria deve ser o local mais importante do Poder Judiciário, um elo com a sociedade. A opinião é da ouvidora...


Portal CNJ

Judiciário do Maranhão cria Núcleo para atender vítimas de crimes
07 de agosto de 2022

Com o objetivo de acolher e atender de forma humanizada às vítimas de crimes e atos infracionais no sistema de...


Portal CNJ

Rede Nordeste de Núcleos de Cooperação é lançada com 28 tribunais
05 de agosto de 2022

Em ação inédita, 28 tribunais se reuniram para formar a Rede Nordeste de Núcleos de Cooperação, uma iniciativa...


Portal CNJ

Novas funcionalidades do Sirenejud serão lançadas nesta terça-feira (9/8)
05 de agosto de 2022

Duas novas funcionalidades do painel interativo Sirenejud serão lançadas na próxima terça-feira (9/8) pelo...


Anoreg RS

Presidente da Anoreg/RS participa da I Jornada de Direito Notarial e Registral
05 de agosto de 2022

A I Jornada de Direito Notarial e Registral é uma realização do CJF, por intermédio do Centro de Estudos...